quinta-feira, 12 de julho de 2012

A VALSA DOS POETAS

A VALSA DOS POETAS
Vídeo (também no YouTube)




Vídeo






A valsa dos poetas

«Ó virgens que passais ao sol poente»
em coches alados
e vestes de sede branca
sobranceiras aos vícios do pecado:
afinai harpas, colocai vozes,
penteai cabelos, aspergi perfumes,
que a hora da quimera chegou à marginal
e faltam músicos para o concerto.

Há na pista um par de namorados,
dedos entrelaçados
à espera nem eles sabem de quê,
enquanto a vida acontece por acaso
em voos de fantasia
sem rosto, nem preço, nem idade,
porque são poetas.
São poetas da luz e da cor,
da palavra e da verdade.

A notícia correu de boca em boca
e assomam curiosos à marginal.

A prostituta das noites cálidas
vestiu de luto a sua incoerência
para assistir ao concerto das virgens
e à valsa dos poetas,
na esperança duma redenção.

Está sentada na areia,
toda de negro marcada.
Na insubsistência do olhar manchado,
por companhia um cigarro sem sentido
e a erosão de pensamentos corrompidos.

É o ponto forte do cenário improvisado
onde, em justa e perfeita proporção,
se respira a euritmia da luz,
dos sons, das cores, dos gestos,
dos silêncios
e dos sentimentos dos poetas
que hão-de alimentar de sonho os outros seres.

Aurora Simões de Matos, in Poentes de mar e serra - 1997 (esgotado)







4 comentários:

Ramos disse...

Gostámos muito! Estás uma grande produtora.Descansa rapariga.Dá tempo ao tempo. Vou partilhar na minha página do facebook.
2 abraços
Felisberto

Aurora Simões de Matos disse...

Amigo Felisberto
Ouve lá...E quem disse que eu ando cansada???Já uma pessoa não pode fazer umas coisinhas...
Dar tempo ao tempo? E onde temos nós(eu e tu)esse tempo todo que pensas que temos?
Corre...corre...que tenho pressa!
E partilha,partilha,que só te fica bem.
Obrigada pelo apoio.
Outros 2
Aurora

Ramos disse...

Devagar, devagarinho!Ainda tenho um projeto para mais 20 anos.
Parabéns pelo teu trabalho e pelo "spide"!
Felisberto

Aurora Simões de Matos disse...

Ramos
Mas qual "spide"?A minha maneira de ser diz-me que se eu não gostar de mim,quem gostará?
Um conselho de quem já cá anda há muito:"Nãõ te atrases,que podes perder o comboio".

Parabéns para ti também.Pelo que tens construído.

Beijo
Aurora