sábado, 1 de junho de 2013

LENDAS BRANCAS (POEMA )



POEMA




                                      LENDAS BRANCAS


No instante do olhar sem brilho
qualquer palavra acabará sem voz...

As horas trémulas onde o frio se demora
a desfazer marcas de viagens sem regresso
virão vestidas da mesma cor
que as rosas onde habitam lendas brancas...


                                        Aurora Simões de Matos

4 comentários:

Evanir disse...

Que você possa construir um caminho
de alegrias e realizações..
Ser Feliz.
E vivendo apaixonadamente e expressando
com alegria de viver a pessoa especial que você é.
Sinta a presença de Deus abençoando sua vida
cada passo de sua caminhada.
Uma abençoada e feliz semana beijos no coração,Evanir.
Deixei mimos na postagem .
Fique a vontade para pegar.

Cristina Cebola disse...

É com um enorme brilho no olhar, que absorvo com doçura, essas vozes que não se calam...e que aqui habitam em poesia...

Beijo terno e carinhoso, minha querida Amiga Aurora Simões de Matos!

Belíssimo sentir!

Aurora Simões de Matos disse...

É com um enorme sorriso nos lábios que recebo a doçura que, em voz tão fraterna e amiga, quanto cúmplice destes afectos inscritos na memória, me chega tantas vezes, através da Poesia da minha Amiga Cristina Cebola.

Suas palavras são sempre impregnadas de "BEM"...
Muito obrigada!

Aurora Simões de Matos disse...

Querida Evanir

Muito grata pelas suas palavras carinhosas. Também você é uma pessoa especial.E dentro dessa especificidade de seu SER,há uma espiritualidade que comove, por se pressentir tão pura e autêntica.Tão verdade.
Que o Senhor ilumine seus caminhos,abençoe seu lar e sua família, a cubra de boa sorte e de PAZ.

Até sempre, com a minha especial estima...