quarta-feira, 5 de junho de 2013

O PASTOR DA SERRA......Poema de Aurora Simões de Matos

                                 

                                                          O PASTOR DA SERRA




                                                                                                                                       Imagem da net


Dá-me a água do cantil que trazes a tiracolo...
Dá-me a bucha do bornal
e não me leves a mal
que te peça para mim o burel e o cotim 
desse modo de vestir
com que passeias o monte por longos dias sem fim...

Dá-me a flauta de cana e a música com que enfeitas
as horas mortas que deitas nesse chão que não te engana...

Dá-me o sol e dá-me a chuva do tempo agreste em teu rosto,
dá-me manhãs de fescura e trindades ao sol posto...

Dá-me teus vãos pensamentos sem destino, vagabundos,
e dá-me o silvo dos ventos e a sombra dos vales profundos...

Dá-me o teu tempo sem fim, que o quero para mim,
e se puderes, dá-me os mundos que trazes nos sentimentos...

Dá-me tudo o que te peço e mesmo o que te não peço
mas ainda pra dar tens
quando vais e quando vens por todos esses caminhos 
de lendários carreirinhos 
que se perdem na memória
e a serra esconde em seu rosto e tu percorres por gosto
dessa vida re...pe...ti...da...
de gestos gastos......sem história...



Ti Zé da Virgínia com a sua flauta


                                                 Aurora Simões de Matos

4 comentários:

Cristina Cebola disse...

Um poema magnífico e emocionante que tão bem retrata a vida do pastor. E, que a minha Amiga sublima com versos mágicos cheios de encantamento, que nos fazem adentrar por vales e serras, matas e matagais, onde a vida se faz história...beijinhos repletos de carinho e admiração querida Aurora Simões de Matos....:) <3

Aurora Simões de Matos disse...

Pela sua Amizade, Poetisa Cristina Cebola, mas também pelo seu comentário sentido sobre uma das figuras mais emblemáticas da minha matriz serrana, o meu "bem haja" e o meu orgulho.

Sendo que é, cada vez mais reconhecida por quem a lê, uma das vozes mais promissoras da Poesia Portuguesa Contemporânea, a sua presença muito valoriza este blogue e acarinha os seus leitores.

Grande xi coração

Evanir disse...

È emocionante seu poema
obrigada pelo carinho ,
obrigada por fazer feliz essa blogueira.
Beijos,Evanir..

Aurora Simões de Matos disse...

Um grande sorriso para Evanir, pelo seu carinho e pelo seu apoio.

Um forte abraço
Aurora